Dicas

10/12/2004
CD - WAYNE SHORTER – NATIVE DANCER
 

Esse disco foi gravado em 12 de setembro de 1974, em Los Angeles. Tem Wayne Shorter (sax tenor e soprano), Milton Nascimento, Herbie Hancock (piano), Airto Moreira (percussão), Robertinho Silva (bateria), e outros.

As composições são de Milton Nascimento (Ponta de Areia; Tarde; Milagre dos Peixes; From lonely afternoons; Lília), Wayne Shorter (Beauty and the beast; Diana; Ana Maria) e Herbie Hancock (Joanna's theme).

A combinação Wayne Shorter/Milton Nascimento não parou por aí, gravaram vários discos juntos a partir desse: "Milton", "Angelus", um aovivo no extinto 'Projeto SP' , e outros.

Bem, as músicas são belas, é um desfile de elegância e musicalidade pelo cd todo.
E tem um detalhe que é muito interessante: as pessoas estão acostumadas aqui no Brasil a tocar menos quando tocam com cantores, às vezes por exigência de produtores (argh!) ou por essa 'cultura' de ser mais 'econômico' ou 'maduro' (argh 2!) se perpetuar... Isso não acontece nesse disco! Todos tocam! Os improvisos não tem "limite de número de notas", e são maravilhosos. E tem vários outros discos como exemplo disso, é só ver a discografia do Wayne Shorter, do Herbie Hancock e outros.

Essa história de que ser 'maduro' tem a ver com número de notas é bizarra. Então quer dizer que um cara como o Art Tatum era completamente imaturo, e também o Oscar Peterson e o John Coltrane, ou o Hermeto Pascoal? Sem comentários...

Continuando...
Os solos do Wayne Shorter (pra variar) são animalescos. Esse é um dos meus músicos favoritos. Não tem essa de 'lick' não; sabe aquela frase (ou aquelas) que o cara toca em todo solo que grava? Isso não tem com o Wayne Shorter. É o exemplo do músico que se preparou pra improvisar, o que é o contrário de estudar premeditando o que se vai tocar. Conhece música profundamente e toca com o coração. Realmente um exemplo!
Uma particularidade: repare na troca de tenor pra soprano que tem no solo da música "Miracle of Fishes", só depois de algumas notas você repara que ele pegou o soprano! Muito bom.

Bem, amigos, é isso! Não tem muito o que falar, compre o disco e ouça. Tá dada a dica!
Fique com Deus, Boas Festas e um belíssimo 2005 pra todos!!!

Michel Leme

<< Voltar